12 de julho de 2014

Postais da Etiópia

Assim está o mundo: entre Moçambique e a Malásia (onde fui em trabalho), faz-se uma paragem pela Etiópia, para visitar...

A Etiópia é um país surpreendente. Pelo menos sendo visitado com o preconceito, que tinha, de ser um dos países mais pobres do mundo. É um exemplo de crescimento económico que não foi dinamizado por petróleo, mas sim, na sua maioria, devido à agricultura!


Alimento-me e fico fã do prato tradicional Etíope, baseado na Injera.


Uma espécie de crepe, onde se colocam vários ingredientes e se personaliza cada "garfada", que neste caso é substituída pela mão. Tanto faz se é mão direita ou esquerda. Deve-se comer com a mão que estiver mais à mão! Isto já traz grandes vantagens sociais, pois nestes tempos em que dividimos as refeições com os smartphones, na Etiópia temos mesmo que acabar de comer, sob pena de encher os telefones de gordura.


Na Etiópia foi descoberto o esqueleto mais antigo de que há registo. Diz respeito à "avó" Lucy, que com 3,2 milhões de anos é garantidamente a avó de todos nós e se encontra numa forma surpreendente...


O túmulo do mítico Imperador Haile Selassie.


A produção tradicional da Injera.


Castelos de Gondhar.



Lalibela, uma das cidades históricas da Etiópia, situa-se a 2600 metros. Aliás, montanhas é o que não falta neste país atravessado pelo vale do Rift...



Igrejas esculpidas nas rochas, no século XII, fazem parte do reportório do património mundial da UNESCO. Obras únicas e admiráveis, mesmo (ou principalmente) a esta distância de 900 anos. 







Igrejas "vivas" onde crentes, durante todo o dia, acolhem para fazer as suas rezas. As mezinhas ainda se mantêm, com um beijar, acariciar ou segredar nas paredes de entrada. A rocha sólida, com os séculos vai-se afeiçoando, ganhado curvas e vida...

Foram esculpidas com pouco mais que um machadinho com lâmina de metal. A arquitectura passou por começar de cima, abrindo um bloco gigantes, para depois detalhar o trabalho, construindo "cavernas" de culto. A construção não é inédita, mas mesmo assim são exemplar notável dum meticuloso trabalho, feito há 900 anos. 



Ao final do dia, a cerveja com vista para o vale, e leitura...


Passagem pelo mercado local para comprar souvenirs.


9 comentários:

Robin Hood disse...

E que compraste para a Laura?

Ana Bento disse...

Fiquei surpreendida, pela positiva,com o que falas sobre a Etiopia.Gostei... beijinhos da tia

Joana disse...

Que surpresa de país...

macaca grava-por-cima disse...

Absolutamente fascinante!!! Já conhecia a injera e outros pormenores desse país surpreendente das minhas incursões pelo 24 Kitchen (i'm a foodie!! what can i do!!) e alguns outros relatos de viagens.
Mas daqui a uma semana já falamos melhor :-)))) yeeeeeaaaaaaaaaaah

macaca grava-por-cima disse...

compraste berbere (uma mistura fantástica de especiarias tipicamente etíope)?
esse cenário de leitura deixa-me deveras invejosa!!!

Fada da felicidade disse...

:D Tão giro!

LAURA? As coisas que se descobrem nos comentários de blogs ;)

Beijinhos*

macaca grava-por-cima disse...

laura tem R não dá!!!?

Anónimo disse...

Xuxa,

Grande destino. Gostava de fotografar a Lalibela e arredores.

Abraco

Kkul~ disse...

Comida is my best part...Eu quero..eheh not me...piripiri wants...:P