14 de maio de 2010

Notas da História


Hoje gostaria de vos trazer alguns registos sobre a história de Moçambique. Como tem sido hábito, faço alguma pesquisa para vos entregar a melhor informação possível. Neste momento o centro e norte de Moçambique estão com sérias dificuldades de comunicações, telefones e internet, por causa duma avaria. Não deixa de ser possível, no entanto, este Tertuliante perscrutar outras fontes de sabedoria e partilhá-las. Por isso aqui ficam algumas notas da história, contadas com o apoio de reais notas históricas.

Fases de expansão Bantu

Até finais do séc. XIX Moçambique não era um país, mas sim um aglomerado de diferentes reinos que ocupavam uma área maior que é definida hoje pelas suas fronteiras. Reza a história que o reinado Bantu estabeleceu-se, no séc. IV, numa área que hoje pertence a Moçambique. Reza a sabedoria popular que os Bantu criaram a moeda Metical, que se começou a usar no comércio com árabes e persas, ao longo da costa leste de África.

Depois seguiu-se um período de descobertas, com a chegada de Vasco da Gama à costa Africana banhada pelo Índico. Orgulho-me, enquanto Português, dos Descobrimentos, enquanto exploradores de novos horizontes, construtores pioneiros de cartografia e exímios navegantes. O que se fez em terra…já tem muito que se lhe diga, embora nem tudo tenha sido mau, como testemunha hoje a História.

E outras tantas coisas que se lhe diga tem a conferência de Berlim que, em 1885, reuniu as principais forças europeias colonizadoras e…dividiram África a seu belo prazer! Como crianças a fazer castelos na areia e a colocar pedrinhas nos seus terrenos e a dizerem: “a partir daqui é meu, não podem tocar!”. Esta divisão é culminada em 1891, com o acordo entre Portugal e a Grã-Bretanha, a potência colonizadora que ocupava toda a envolvência, excepto o norte. É então definida a fronteira que ainda hoje se conhece.

No inicio de 1914 é imposto o escudo. Impresso pelo extinto Banco Nacional Ultramarino, com uma mensagem que dizia: “pagável em Moçambique”. As figuras que apareciam em cada nota eram de origem Portuguesa, mas com acção em terras Africanas.

ESCUDO – Notas compradas na praia, num admirável bom estado, por cerca de 3,5 euros

Depois da independência, Moçambique retomou a anterior moeda, o Metical. O agora chamado “Metical da velha família” foi introduzido em 16 de Junho de 1980. Simbolicamente 20 anos depois do massacre de Mueda, tido como o ponto de viragem para o inicio da luta armada pela independência onde, como forma de intimidação, as autoridades portuguesas mataram mais de 500 pessoas.

Metical da velha família – nota encontrada nas desarrumações da mudança da prima Diana.
A 1 Julho de 2006 é introduzida a nova moeda, o “Metical de nova família”, bastando dividir o valor da antiga por mil. Em todas elas figura a cara do primeiro presidente da república de Moçambique, Samora Moisés Machel.

Metical da nova família - moeda actualmente usada em Moçambique


9 comentários:

João Falcão disse...

5 estrelas! :) Nada como conhecer um pais desde as suas origens... até aos dias de hoje, em uma passagem pela cultura e beleza paisagística...

Continua André :D

Bichocao disse...

Nao e' um filho, e' um inteectual!!!

Pascoal disse...

ooooooooohhhhhhhhhhhhh..... mas eu não sabia que o dono deste blog era o José Hermano Saraiva!!!!

OVER!!! :-))))

Isa disse...

Adorei André, simplesmente adorei o post :) e gostei das imagens das notas, e do escudo :) apesar de não ser o nosso escudo (caneco, parece que foi há tanto tempo...) Mas aquela nota de 20 paus pareceu-me mt familiar :) Bjos

Sara disse...

lindo priminho......lindo!!!

Cris disse...

Muito bom! Como não podia deixar de ser....
Hummmm....essas notas ficavam mesmo bem na minha colecção! :)
Sojieb

Sara disse...

es um professor nato!! tens a quem sair...............!

Joana disse...

mercado negro de notas na praia!!! Boa aquisição.

bjs

umBhalane disse...

"Reza a história que o reinado Bantu estabeleceu-se, no séc. IV"

Não quero ser deselegante, estragar a festa, nem esse é meu propósito.

No entanto, seria bom rever "reinado Bantu", designação geral para os Povos que migraram para sul, e ocupam hoje a quase totalidade da África Sub-Sahariana.

Cumprimentos.