7 de outubro de 2010

Postais de HONG KONG

O teclado e Chines...desculpem a rude escrita...


Quando tudo parece Chines...e-o mesmo! E depois do choque publicitario que sofremos a todo o momento...ate conseguimos ver que ha letras familiares.
MOVIMENTO acho que seria a palavra que descreveria, de froma simplista, o local. Um mar frenetico de barcos banha uma cidade repleta de arranha ceus, freneticos de negocio.
O que destoa aqui e parar...e admirar a energia da cidade, numa calma alheia ao movimento.
A cidade ensina-nos como gerir 7 milhoes de populacao fixa, e milhares de visitantes a qualquer hora. O transito chega a ter 3 ou 4 niveis de viadutos, em altura, para escoar transportes publicos, carros, pessoas, etc...
Numa superficie reduzida, como encaixar tanta gente? Facil...em "gaiolas" distribuidas em altura...
O preco a pagar e a poluicao que ja assombra Hong Kong. Maior parte do tempo tem um "smog", que e misto nuvens e misto fumo...o ar que se respira deve muito a qualidade. A noite as estrelas nem se veem! Sao substituidas pelos satelites artificias criados pelas luzes dos edificios.

Os petiscos sao um forte. E mesmo quando esta tudo em Chines...


...nada como apontar, gesticular e aguardar que cada iguaria escolhida seja processada no WOK...em 1 ou 2 minutos. Chas nas esquinas, para matar a sede e enfrentar a humidade quente da cidade, sao uma optima solucao...

Os mercados ainda va que nao va...agora os centros comerciais??? Mas que DOENCA! Existem aos milhares, com varios pisos, centenas de lojas, sempre cheias! Quem me explica isto?

E uma cidade frenetica...movida pelo negocio, cosmopolita, consumo desenfriado, influencias diversas, produtos de topo, produtos de imitacao, gente que nao acaba a brotar em cada esquina.
Mas como em tudo...ou se embarca na aventura...ou se fica em terra...


11 comentários:

Anónimo disse...

Malvado....e nós a trabalhar não é?
Cuidado com o escaravelho frito!!!
AP

Andre disse...

Conheço um que uma vez aí para essas bandas (+/-) pediu uma chamuça (era algo familiar) e era de tripa, o resto deixo à imaginação cinematográfica de cada um hehe

o André Pequeno

Anónimo disse...

Imagens espectaculares!!! vais ficar por essas bandas quanto tempo? Diverte-te e quero mais histórias fantásticas do Oriente :D

Beijinhos
Cláudia Almeida

Joana disse...

Que choque, sair da calma e espaçosa Pemba para esse frenesim alucinante!!

Rodrigo disse...

É tudo atractivo! Apetece entrar pelo monitor dentro...
Quanto aos centros comerciais eu partilho do teu espanto. Essa fúria consumista num país comunista.
Mesmo assim, sentes que estas na Asia? Aquele Abraço!

Isa disse...

:)
Lindo!

Anónimo disse...

Pois é André, para quem goste ou não estás no 1º Mundo! Consegues comparar a velocidade de um cidadão chinês a andar com a de um de Pemba? Parece-me que quando o chinês sai do avião em Pemba, quando chega à praia ainda o de Pemba está a descer as escadas do avião!! Será?
Continuação de boa viagem e bjocas
lena

macaca grava por cima disse...

Só tenho uma palavra para ti: UAU!

PS - tinha umas quantas outras, mas não são de bom ton para colocar aqui no blog ;-)

Anónimo disse...

Se estiveres cansado desse frenesim Asiático todo lembra-te que não tarda estás de volta à loucura do stress do dia-a-dia de Pemba! :-)

Mais uma bla foto-reportagem, em especial a foto do "turista tranquilo".

Bom resto de viagem,

O 4.

Edgar Barreira disse...

E é nestas alturas que fico com inveja de não ter possibilidade de ser mais fotógrafo viajante do que o que sou...Mas viver é isso mesmo!

Sara disse...

ayaaaaaaaaaaaaaaa.....adoro esta cidade!!! completamente!! tem o meu nome!! continua priminho...gosto de ti assim...um viajante do mundo!!